Não tente mudar o outro; mude você!

Sobre o poder terapêutico da leitura e sua primazia em nossas vidas

Sobre o poder terapêutico da leitura e sua primazia em nossas vidas




Há alguns meses atrás fomos surpreendidos pela notícia da taxação dos livros e, para além desta decisão, as manchetes de jornais nos surpreendeu com a inacreditável defesa, por parte da Receita Federal, para a validade da cobrança de taxas sob o argumento de que pobre não lê...


Bom, sem querer entrar em uma seara de discussão política, gostaria de compartilhar uma reportagem que ratifica a importância da leitura, não só no âmbito educacional e da aprendizagem, como também informar o quanto o hábito pode fazer bem para a mente e o cérebro, sendo também um grande aliado na busca pela saúde mental e psicológica:




Se você ainda não tem esse hábito, comece já! Não é difícil aprender a gostar de ler, e você só tem a ganhar com isso. A ciência explica como um costume simples pode melhorar seu cérebro e também a sua vida. Continue lendo para saber como.

1. Melhora o funcionamento do cérebro

São inúmeras as pesquisas que comprovam que ler aumenta as conexões neurais, fazendo com que o cérebro funcione melhor. É como fazer ginástica, só que para a cabeça! Além disso, uma pesquisa da Universidade Emory, dos EUA, descobriram que ler afeta nosso cérebro como se realmente tivéssemos vivenciado os eventos sobre o qual estamos lendo. 

Outro estudo dos EUA também descobriu que a redução do funcionamento do cérebro, na velhice, pode ser reduzida em cerca de 30% se a pessoa mantiver hábitos de leitura, além de proteger contra doenças como o mal de Alzheimer. Ler também faz com que a receptividade à linguagem aumente no cérebro – o que facilita na hora de aprender um idioma novo, por exemplo. 

2. Estimula a criatividade

Você fica mais inteligente quando lê muito, e também melhora a escrita e seu vocabulário. Disso você já sabe. Outra habilidade que se desenvolve mais é a da criatividade: quando lemos um livro em estilo romance, por exemplo, a capacidade de imaginar o cenário em que a ação se desenvolve, além da imagem física dos personagens, leva a criar um outro mundo dentro de nossas cabeças.

O mais legal é sempre buscar ler livros que mostrem uma época muito diferente da nossa – um clássico inglês do século 19, por exemplo – ou um outro mundo, literalmente – experimente as versões em livro de sucessos da fantasia, como Harry Potter, O senhor dos aneis ou Game of Thrones. Com toda a certeza sua mente vai viajar e você voltará à sua realidade como se tivesse de fato visitado outro planeta. 

3. Incita o senso crítico

Por que o mundo é como é? Por que você pensa como pensa? Perguntas do tipo são comuns quando você começa a questionar a vida e a sociedade, ou seja, quando começa a desenvolver seu senso crítico. O mais incrível da literatura é que, nos introduzindo a realidades e épocas diferentes, ela acaba suscitando reflexões que talvez não teríamos se ficássemos sempre presos ao nosso cotidiano e à nossa rotina fixa. Ler abre a mente, e isso pode te tornar uma pessoa melhor. Provavelmente, também por causa do próximo – e último – item. 

4. Provoca empatia

Empatia é uma capacidade bastante em falta no mundo, e consiste basicamente em compreender e se solidarizar, emocionalmente, com um outro alguém. E um estudo publicado na revista Psychology Today provou que a leitura tem esse exato efeito: aumentar nossa capacidade de sentir empatia. A razão é um pouco óbvia: quando estamos lendo, nos conectamos com a realidade de outro alguém (mesmo que seja fictício) e podemos entender o que é ser aquela outra pessoa. Literalmente, sabemos o que é estar no lugar dela e que tipo de sentimentos essa pessoa têm, talvez tão diferente de nós mesmos.

Outro estudo pode parecer mais familiar a você, leitor: uma pesquisa feita na Itália mostrou que os jovens que leram Harry Potter são menos preconceituosos e têm mais probabilidade de se solidarizar com minorias sociais, como homossexuais, negros e imigrantes. Por quê? Por conta da associação feita entre a luta de Harry contra o preconceito pelos bruxos nascidos “trouxas” e os grupos marginalizados da vida real.

(Texto extraído na íntegra do site Guia do Estudante - Abril)




E, além dos benefícios apontados acima, a leitura aumenta a inteligência e a criatividade, estimula o senso crítico, inspira, faz sonhar e refletir, etc. Ela ajuda o ser humano em sua caminhada de vida pessoal e social, além de se mostrar um excelente instrumento terapêutico. 


Pesquisas afirmam que, de acordo com o conteúdo de cada história, diferentes regiões cerebrais são ativadas, resultando em comportamentos, emoções e experiências distintas. bem como, ajudam a estimular desde habilidades e conhecimentos mais fundamentais até aprendizagens mais complexas, que extrapolam para outros domínios, como o desenvolvimento de raciocínio e do pensamento científico.


E diante de tantos benefícios e da comprovação de sua primazia, fica então a pergunta: qual o sentido de se taxar os livros, que acarrerará na diminuição do seu alcance, aos menos favorecidos? Por que não procurar o aumento de impostos para um item menos essencial a nossa criação e educação?


Mesmo que sejam os mais favorecidos a consumi-los atualmente, sabendo-se da urgência do hábito da leitura, por que não a inclusão de um programa de estímulo a leitura? O que está por trás de tamanho descaso?


São perguntas que faço, sem respostas prontas, que tem como o intuito de pensar e refletir, para que você leitor, tire a sua própria conclusão... Meu único pedido é o de que não fiquemos calados e façamos barulho para que esta taxação seja barrada e que, ao invés do seu aumento, exijamos um trabalho no sentido de que eles tenham um maior alcance a toda população...


Uma campanha que estimule a leitura e mostre a todos aqueles que ainda não conhecem (ou não tem acesso) o processo mágico e terapêutico da leitura, descubram este prazer... O Brasil precisa crescer educacionalmente e socialmente! A leitura é uma das maiores armas nesta luta...


Entre você também nesta batalha por mais educação, por mais igualdade e por mais saúde psicológica social do povo brasileiro. Juntos somos fortes.


Jansen Santos Sarmento da Silva - Doctoralia.com.br


Psicólogo Jansen Sarmento

CRP: 05/38625

(21) 98337-2725

Atendimento on Line


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário