Não tente mudar o outro; mude você!

Transtorno Bipolar: um turbilhão de emoções que pode afetar (e muito) a sua vida

Transtorno Bipolar: um turbilhão de emoções que pode afetar (e muito) a sua vida


Imagine que você está dando uma volta emocionante numa montanha-russa com duração de alguns minutos; ela tem uma subida lenta com mais de 60 metros, seguida de uma queda livre de 4 segundos, com velocidade máxima de 120 km/h e durante o percurso vários momentos de altos e baixos, seguidos de rodopios e guinadas de posições... No final da brincadeira, você sai desnorteado, com um turbilhão de sentimentos confusos que nem mesmo consegue entender, devido ao sobe e desce e infindáveis curvas provocadas pelo brinquedo.

Pois é exatamente a mesma coisa que acontece com alguém que sofre de transtorno do humor bipolar (THB), uma doença caracterizada por variações de humor, com fases de depressão e euforia, intercaladas com períodos de normalidade, que podem afetar e muito a vida de uma pessoa.

Seguem alguns dos sintomas de quem sofre o transtorno:

Na fase eufórica:

- alegria extrema (euforia)
- hiperatividade
- pensamentos acelerados
- aumento do desejo sexual
- atitudes inconsequentes
- insônia
- delírios

Na fase depressiva:

- tristeza sem motivo
- perda ou ganho de apetite
- irritabilidade
- dificuldade de concentração
- falta de motivação para a realização de atividades (sejam tarefas prazerosas ou obrigações do dia a dia)
- pensamentos de morte ou suicídio

As crises podem variar de intensidade (leve, moderada e grave), frequência e duração.

O THB atinge cerca de 4% das pessoas em idade adulta e o número de diagnosticados com tal distúrbio pode chegar até 6 milhões no Brasil.

O tratamento inclui o uso de medicamentos, psicoterapia com o paciente e a família, além de mudanças no estilo de vida, tais como o fim do consumo de substâncias psicoativas (cafeína, anfetaminas, álcool e cocaína) e adoção de hábitos alimentares saudáveis.

Vale pontuar que este é um texto informativo que aponta questões de forma abrangente sobre o Transtorno do Humor Bipolar, que não retrata as particulares individuais e subjetivas de cada pessoa.

Havendo dúvidas sobre a sua condição, somente um profissional capacitado (psicólogo ou psiquiatra) poderá avaliar e diagnosticar a existência do THB ou até mesmo de algum outro transtorno. Nada de tomar decisões ou atitudes precipitadas, guiadas por achismo e sem um aval profissional.

A psicoterapia é um recurso fundamental para o tratamento da bipolaridade, uma vez que oferece suporte para o paciente superar as dificuldades impostas pelas características da doença, ajuda a prevenir a recorrência das crises e promove a adesão ao tratamento medicamentoso que, como ocorre na maioria das doenças crônicas, deve ser mantido por toda a vida.

Psicólogo Jansen Sarmento
CRP: 05/38624
(21) 98337-2725 - 99131-6295
Atendimento Psicológico On Line


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário