Sobre a Tasca do Chico (Lisboa) e o ápice poético do fado vadio!

Sobre a Tasca do Chico (Lisboa) e o ápice poético do fado vadio!


Lisboa é uma cidade incrível e guarda muitas surpresas para seus visitantes. Basta andar pelas ruas da  cidade que o visitante encontrará algo belo e encantador para ser aproveitado e apreciado... Seja uma pracinha escondida, um miradouro em alguma de suas colinas, uma rua bucólica, um restaurante simples e barato com uma comida deliciosa... Muitos são os itens para deleite de nossos cinco sentidos na capital portuguesa.





Dentre as muitas coisas a serem feitas e descobertas, algumas são obrigatórias!: Como não andar pelas ruas de Alfama? Como não embarcar nos elétricos 28 e 12? Como não conhecer o bairro do Belém e parar para provar seus famosos pastéis de nata? Como não desbravar o Castelo de São Jorge? Como não comer bacalhau e sardinha assada? E isso é só para citar alguns...





Dentre tantas obrigatoriedades a serem cumpridas e aproveitadas em Lisboa, o destaque dessa vez fica para o fado. O ritmo musical, que é um patrimônio cultural e imaterial da cidade (em 2011 se tornou da humanidade), arrasta moradores e turistas para as ruas de Alfama e da Mouraria (bairro onde o gênero foi criado) para apreciar uma noite de jantar, seguido de uma bela apresentação musical.



Muitos são os lugares que cumprem essa tarefa com louvor, mas, sou obrigado a reconhecer que em várias delas o valor é bem alto e, para um viajante que vai numa pegada mais econômica, fica difícil de conferir esse belíssimo ritmo musical...




Mas, ainda bem que nem tudo está perdido para os que vão com um orçamento mais apertado: existem em Lisboa opções de fado vadio; termo usado para apresentações livres, com o intuito apenas de expressar emoções e sem fins comerciais. Nestes espaços o cliente tem a oportunidade de apreciar momentos belíssimos, sem pagar um centavo para entrar, economizando assim, uns bons euros.

Um pouco do fado vadio na Tasca do Chico

Uma das casas mais famosas é a Tasca do Chico; o tradicional estabelecimento tem duas unidades; uma no bairro de Alfama e outra no Bairro Alto, atraindo não só turistas, como também locais, para uma noite de encantamento na melhor tradução que o fado pode oferecer... Em minha experiência pessoal, tive o prazer de conhecer o estabelecimento do boêmio Bairro Alto, numa segunda-feira chuvosa e foi um dos pontos altos na minha terceira vez em Lisboa.



É impressionante o respeito e a atenção de todos para com os cantores que se apresentam na noite: durante as exibições a casa fecha suas portas e abre-se espaço para que todos os que estão sentados ou em pé possam assistir e ouvir as músicas declamadas; o silêncio é total e o único som que se ouve além da voz do fadista é o da viola que o acompanha em sua récita.



Após o pequeno show (geralmente tres músicas) as portas se abrem novamente e uma nova leva de clientes chega ou se vai. Os visitantes podem dividir as mesas com desconhecidos  democraticamente e sem o risco de reclamações ou olhares tortos e, durante as pausas, podem comprar suas bebidas ou petiscos e aguardar pela apresentação do próximo fadista...




Não existem luxos ou glamour e a estrela maior do local é o som do fado, que pode sair da boca de um ilustre desconhecido ou, até mesmo, de um grande nome do meio musical, que ali foi para enaltecer a música e nada mais! O resultado disso são ouvintes extasiados por belíssimas melodias e desejosos em retornar para mais uma noite mágica e poética!



Os preços para consumo são um pouco acima da média, mas, quem liga em pagar um pouquinho mais bebendo e petiscando, quando se tem a disposição tanto encantamento ao seu redor!? Sem contar que aqueles sem condições de gastar não precisam comprar nada para consumir e ainda assim, podem ficar por ali, apreciando os shows, sem problema algum... No final da noite, o que se tem é a recompensa de momentos lindos, que podem ficar ainda mais mágicos quando acompanhados de alguns imperiais (chopp) ou de algumas taças de vinho tinto!


Indo à Lisboa, não deixe de experimentar uma noite de fado vadio na Tasca do Chico! É um deleite para os ouvidos, para os olhos e para a alma; uma vivência inesquecível que, com toda a certeza, você sentirá vontade de repetir!

Querendo obter maiores informações sobre Lisboa e a deliciosa Tasca do Chico, pode me perguntar que eu conto tudo! Ah, precisando de consultoria para sua viagem dos sonhos, pode me procurar no meu e-mail: jansen.sarmento@gmail.com. Comigo não há preocupações com roteiro, hospedagem, compra de passagens e outras questões burocráticas.... Pode acreditar: sai muito mais em conta do que se pode imaginar! Viajar é meu mundo... Viajar é terapêutico!



Jansen Sarmento


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário

Hoteis, Pousadas, Hostels, Campings, Casas e Apartamentos: você encontra tudo isso no booking.com

Viagens Nacionais e Internacionais: você encontra no Hotel Urbano.

Populares

Quem sou eu

Minha foto
Muito prazer: me chamo Jansen Sarmento! Sou Guia de Turismo, Consultor de Viagens e Psicólogo. Atuo de forma autônoma com guiamentos turísticos, criação de roteiros personalizados, elaboração e planejamento de todo o processo de viagem. Criei esse espaço com a intenção de falar sobre assuntos que abordem viagens e cultura, de maneira geral... Meu objetivo é compartilhar informações que considero relevantes sobre os temas e dividir informações e experiências de viagem, com todos que tiverem interesse. Desejo, não só falar sobre o conhecimento que adquiri, como também aprender com cada um de vocês, pois, estamos sempre descobrindo algo novo e trazendo conosco a marca de um outro alguém no decorrer de nossa existência... Sejam muito bem vindos e vamos juntos vivenciar novas experiências!