Encontre aqui o seu hotel!

Booking.com

Um dia, um adeus...

Um dia, um adeus...

O que dizer de uma tragédia? Como acalentar amigos e familiares diante de um encontro tão brutal com a morte? Se despedir de um ente querido é das tarefas mais difíceis a ser feita no mundo ocidental e ainda mais diante de circunstâncias tão trágicas como a que foi acometida por boa parte da equipe do Chapecoense.

Realmente a vida é um vapor que passa e, infelizmente, para nós passa muito rápido...
Hoje não existem rixas de times rivais, não tem reclamações sobre a falta mal dada, nem do gol anulado pelo juíz... Nada de protestos sobre subidas ou descidas de divisões, nem pesar pelo título que foi ganho ou perdido...

Nosso pesar é pela despedida abrupta de pais, filhos, irmãos, primos, sobrinhos, amigos que estavam naquele avião, que foi de encontro a outro plano, tão próximo do seu destino final, levando vidas tão cheias de sonhos e esperanças...

Hoje, somos todos Chapecoenses, tristes, porém unidos e solidários na dor de todos os envolvidos neste horrível acidente... Nada consola tamanha perda, mas, ameniza saber que podemos abrir mão de nossas questões pessoais e nos abraçarmos, ainda que subjetivamente, esquecendo as rixas e diferenças existentes no mundo futebolístico.

Meus sinceros pêsames às mães, pais, esposas, filhos e tantos outros que estão chorando por sua pessoa amada que se foi. Hoje, o Brasil é do Sul, nascido em Chapecó e torcedor da Chapecoense! Força sempre!

Jansen Sarmento
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário