Encontre aqui o seu hotel!

Booking.com

Sintra: um mundo de palácios e castelos...

Sintra: um mundo de palácios e castelos...


Sintra é uma delícia de cidade e os que a conhecem, saem com a certeza de que ela merecia bem mais atenção do que um simples bate-volta. Além de ser uma cidadezinha encantadora, ela tem uma história extensa e muito interessante para contar (clique aqui e leia o texto Sintra: uma joia rara a menos de 1 hora de Lisboa). Ela é muito maior do que apenas metade ou um dia de permanência em suas terras. Além de suas praias e do super interessante Cabo da Roca, ela abriga muitos palácios, além de um castelo, a maioria abertos à visitação, oferecendo história, beleza e encantamento aos seus visitantes.
Passagens aéreas promocionais: compre a sua aqui.

Palácio aérea do Palácio Nacional de Sintra 

Palácio Nacional de Sintra

Find-the-Perfect-Hotel 728x90

No centro da cidade fica o Palácio Nacional de Sintra (ou carinhosamente apelidado de Palácio da Vila) e sua história vem desde o domínio muçulmano na península ibérica, iniciado no século VII. A reconquista da cidade aconteceu no século XI e já nesse período se referiam a ele como o primitivo palácio mouro. As intervenções arquitetônicas se iniciaram em 1281, sendo então ampliado e modificado até os meados do século XVI; desde então o prédio mantém sua aparência atual. Também foi um dos palácios reais, sendo usado pela família real portuguesa até praticamente o final da monarquia. Atualmente é propriedade do Estado português e é um dos museus mais visitados de Portugal. Encontre e reserve aqui os melhores hotéis de Sintra.


 
Castelo dos Mouros

Sintra conta ainda com as ruínas de quem castelo e suas oponentes muralhas, ainda intactas: o Castelo de Sintra, mais conhecido por Castelo dos Mouros. Segundo estudiosos, sua construção ocorreu entre os séculos VIII e IX, com a finalidade de controlar estrategicamente as vias terrestres que ligavam Sintra a Mafra, Cascais e Lisboa. Ele foi edificado num dos cumes da serra de Sintra e possui uma vista privilegiada, onde se tem uma ampla vista de toda a área rural da cidade e do oceano atlântico. Nos meados do século XV, com o Palácio de Sintra ganhando status, ampliações e melhorias, o crescimento da cidade passou a ocorrer naquele entorno, fazendo com que o castelo caísse em decadência e desuso. No século XIX, impulsionados pelo fascínio do rei consorte, D. Fernando, por Sintra, foram realizadas obras de reconstrução e paisagismo que o transformaram numa atração turística, na época. É declarado como monumento nacional desde 1910, tendo um valor histórico inestimável.Os melhores produtos de beleza e perfumaria da Europa você encontra aqui a preços incríveis. Confira!


Palácio Nacional da Pena

Eles - 728 x 90

Muito próximo ao Castelo dos Mouros e também edificado num dos cumes da Serra de Sintra está o Parque e o Palácio Nacional da Pena. Diz a história que, maravilhado com a beleza do entorno da região e com as ruínas do antigo convento da Pena, o rei consorte, Fernando II, adquiriu a propriedade em 1838 e realizou muitas obras de reparo e ampliação da construção original. O prédio é uma das principais expressões do romantismo arquitetônico do século XIX no mundo e foi o primeiro palácio construído nesse estilo, na Europa. Ele serviu de moradia para a segunda esposa de D. Fernando, a condessa de Edler, que para lá se mudou após a morte do rei. O palácio que só foi efetivamente incorporado ao patrimônio nacional português em 1889. Durante o reinado de Carlos I, voltando a ser uma das residências da família real, se tornando posteriormente na residência favorita da rainha D. Amélia. Com o fim da monarquia portuguesa e a implantação da república, o palácio foi constituído em museu, permanecendo assim até os dias atuais. Em 2007 ele foi eleito uma das sete maravilhas de Portugal.

Resultado de imagem para palácio de monserrate
Palácio de Monserrate

Quinta da Regaleira 
Além destas três construções, que estão entre as mais importantes do país, Sintra ainda conta com o Parque e o Palácio de Monserrate, outra bela criação arquitetônica e paisagística de Portugal, adquirido pelo Estado português em 1949. Há o Palácio da Quinta de Regaleira, com seus lagos, grutas e jardins exuberantes; cercado de religiosidade, misticismo e exoterismo, sendo  classificado como patrimônio de interesse público, desde 2002. O palácio dos Seteais é outra edificação histórica da cidade, sendo construído no século XVIII para o cônsul holandês, Daniel Gildemeester; é um palácio cor de rosa elegante, de onde se avista o mar e a serra de Sintra, com uma bela vista para o Castelo dos Mouros e o Palácio da Pena; foi transformado num hotel de luxo e pertence a rede hoteleira Tivoli Hotels & Resorts. Por fim, temos o mais brasileiro dos palácios portugueses: o Queluz, que pode ser conferido com maiores detalhes neste artigo: Queluz: um dos bate-voltas imperdíveis a partir de Lisboa.

Palácio dos Seteais


 
Palácio de Sintra e a vista da cidade de Sintra
728x90 Gol


Castelo dos Mouros

 
Centro Histórico de Sintra

Sintra é deliciosa e imperdível! É uma cidade extraordinária e, apesar de pequena em extensão e população, possui um valor histórico inestimável. Ande por suas ruas, coma queijadinha e travesseiros na famosa e deliciosa Piriquita. Subam suas ladeiras (a pé,  se tiverem coragem; de carro ou ônibus) e se encantem com linda vista e seus imponentes e suntuosos palácios. O visitante mais prático, aquele que simplesmente aprecia, já sairá maravilhado por suas belezas naturais e arquitetônicas; já aqueles mais detalhistas, que tem por gosto a contemplação e absorção de tudo o que presenciam, com certeza, se arrependerão de um simples bate-volta ou até mesmo de um único pernoite. E, o melhor de tudo: assim, como o Porto, Lisboa e demais cidades portuguesas, tudo ali cabe no bolso: é barata e muito em conta! A cidade de Sintra está a espera para ser conhecida e apreciada... Deixem-se ser encantados por ela! Clique aqui e conheça os melhores restaurantes de Sintra.

Jansen Sarmento
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário