Encontre aqui o seu hotel!

Booking.com

Indicação de Filme: Quando as Luzes se apagam


Uma das minhas paixões é o cinema e gosto de praticamente todos os gêneros: desde a comédia mais descerebrada até o filme de arte mais complexo... Um dos gêneros dos quais mais me sinto seduzido são os de terror e suspense. Ok, é difícil encontrar bons filmes, mas,  adoro ir a uma sala de cinema conferir de perto cada novo lançamento do tipo... E até agora, nesse ano, tínhamos dois ótimos representantes: A Bruxa e a sequencia de Invocação do Mal... Mas, apesar do sucesso e da crítica super favorável da ambos, na minha opinião, a maior sensação foi o filme Quando as Luzes se Apagam, que estreou aqui no Brasil no dia 18/08/16.

O filme conta a história de uma família que tem seu patriarca morto no local de trabalho em circunstâncias misteriosas. A viúva (Sophie), que desde o início da trama nos é apresentada como mentalmente perturbada passa a viver na penumbra, conversando com um amigo imaginário e seu filho (Martin) passa a ser atormentado por esse ser que a mãe vive conversando, o que o leva a procurar a ajuda de sua irmã mais velha (Rebecca), fruto do casamento anterior de Sophie e que decidiu se afastar da mesma por conta de suas perturbações e desequilíbrio. Contudo, esse reencontro com o irmão lhe faz relembrar estranhos acontecimentos do passado e a faz perceber que os terrores do passado, ocorridos com ela, estão se repetindo com Martin. A partir disso, ela entende tais fatos eram reais e não sonhos ou alucinações, conforme julgava pensar.


Diante de tais percepções, Rebecca vai em busca da verdade e em sua investigação descobre que uma amiga de infância da mãe, chamada Diana, morta em um manicômio, sob circunstâncias misteriosas, de alguma forma, voltou à vida e que o distúrbio psiquiátrico da matriarca consegue dar forças ao espírito... A partir da descoberta, a personagem trava uma luta para sobreviver e tentar salvar o irmão e a mãe das garras desse ser maligno que se manifesta com o apagar das luzes!

Trata-se de um filme rápido, de 80 minutos, que consegue prender a atenção e manter a tensão do início ao fim! Diferente de alguns filmes de terror, onde chamamos os personagens de burros por conta de suas decisões que as vezes beiram a idiotice, vi uma trama bem amarrada, onde as ações e movimentos dos atores tem um sentido, sem apelações excessivas (acredito até que faríamos o mesmo, se estivéssemos passando pela mesma situação). O mesmo vale para a atuação dos atores: todos muito bem em seus papéis, muito verossímeis, nos levando realmente acreditar na história da antagonista!  Prepare-se, também, para tomar muitos sustos, pois, o diretor usa e abusa (falando no bom sentido) das aparições enigmáticas, de forma espontânea, e ,com todo  sentido da trama!



O final é bastante impactante e nos faz refletir sobre até onde podemos ir em nome do amor por alguém! Ah, e a sutileza para uma possível continuação faz toda a diferença e ainda respeita o impacto do fim... Vale muito a pena assistir... Filme de suspense da melhor qualidade! Uma trama simples, que ao meu ver, conseguiu na simplicidade se transformar num grande filme de suspense e terror!
Uma nota: se ainda não assistiu, corra para ver o curta-metragem que originou o filme, Lights Out: https://youtu.be/iYAceKIXdu0 
Ah, o filme tem produção de James Wan, diretor de Invocação do Mal!

E você? Está fazendo o que? Por que está aí chorando sua infelicidade, sem se dar conta de que o mundo não acabou? Cinema é vida e um ótimo complemento terapêutico também! Sempre que puder, embarque nessa magia, num filme preferencialmente legendado.

Jansen Sarmento






Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário